2008/07/30


MODOS GREGOS - Parte 01
Para originarmos os Modos Gregos, podemos imaginá-los sendo gerados a partir da Escala Maior, que também é conhecida como Maior Natural. Para obtermos os Modos, devemos imaginar que cada uma das notas (ou graus) da Escala Maior irá assumir o papel de Tônica sobre o grau que estas mesmas são correspondentes. Tomando como exemplo a escala de Dó maior teremos as seguintes notas: C - D - E - F - G - A - B, gerando respectivamente os intervalos de T - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7M. Ao imaginar cada grau da Escala Maior sendo a tônica de uma nova escala, os intervalos vão ter sempre uma configuração diferente, pelo fato de haver deslocamentos entre os tons e semitons que existem entre essas notas. Teremos um total de sete Modos, ou seja, um para cada nota correspondendo aos sete graus da Escala Maior. Partindo desse raciocínio, vamos à formação de cada um deles.
Os nomes dos sete Modos na ordem natural são: Jônio, Dórico, Frigio, Lídio, Mixolídio, Eólio e Lócrio. A seguir teremos a seqüência de todos eles partindo da escala de Dó maior como referência, juntamente com os seus respectivos intervalos entre parênteses.
Jônio C - D - E - F - G - A - B Intervalos gerados - (T - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7M)
Dórico D - E - F - G - A - B - C Intervalos gerados - (T - 2 - b3 - 4 - 5 - 6 - 7)
Frigio E - F - G - A - B - C - D Intervalos gerados - (T - b2 - b3 - 4 - 5 - b6 - 7)
Lídio F - G - A - B - C - D - E Intervalos gerados - (T - 2 - 3 - #4 - 5 - 6 - 7M)
Mixolídio G - A - B - C - D - E - F Intervalos gerados - (T - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7)
Eólio A - B - C - D - E - F - G Intervalos gerados - (T - 2 - b3 - 4 - 5 - b6 - 7)
Lócrio B - C - D - E - F - G - A Intervalos gerados - (T - b2 - b3 - 4 - b5 - b6 - 7)

Nenhum comentário: